A importância de cozinhar em família

Convidar as crianças para a cozinha é uma ótima desculpa para passar algum tempo em família. Arregace as mangas e deixe-as pôr a mão na massa para estimular o convívio entre pais e filhos durante a preparação das refeições.

Entre arrumar a casa, fazer o jantar e preparar a marmita do dia seguinte, pouco tempo e energia sobra para fazer atividades com os mais pequenos. Mas, na hora de cozinhar, as crianças podem ter um lugar reservado para ajudar na preparação das refeições. Com o acompanhamento dos pais, os miúdos que vestem o avental melhoram o modo como se sentem em relação a si, à mãe e ao pai. Um convívio que, entre misturar ingredientes, decorar pizzas ou esmagar batatas para puré, estimula a criatividade e liberdade em família.

Faça uma lista de ingredientes, leve os seus filhos às compras e ensine-os a cozinhar sopa ou legumes, por exemplo. Se a criança ajudar no processo de preparação da refeição, vai sentir curiosidade em provar o resultado do seu trabalho – mesmo que, antes, já tenha feito cara feia a experimentar. Com q.b. de paciência na lista principal de ingredientes, os pais têm um papel fundamental no estabelecimento de hábitos alimentares mais saudáveis e no desenvolvimento da coordenação motora.

Ao delegar tarefas fáceis de executar, longe das facas e do lume, está a aguçar o trabalho em grupo e a criar uma maior união entre a família. Enquanto conta as fatias de bolo, enumera quantos ovos são necessários ou mede as colheres de açúcar, explique matemática de uma forma prática e natural. Sempre com supervisão, ainda pode ensinar os processos de fermentação e os diferentes estados físicos do gasoso ao líquido, passando pelo sólido, para terem melhores notas na escola. E porque não despertar a curiosidade para conhecer diferentes países, culturas e tradições enquanto prepara refeições italianas, asiáticas ou mexicanas?

O cumprimento rigoroso de cada passo de uma receita incentiva os seus filhos a aprenderem a seguir indicações para terem um bom resultado final e pode mesmo evitar problemas comportamentais. Ao ouvir e aprender, os mais pequenos estão a estimular a sua capacidade organizacional – fundamental para reunir os ingredientes, preparar os utensílios e planear o tempo. Para incutir sentido de responsabilidade, inclua-os também na arrumação da cozinha depois da confeção dos pratos. Não se assuste com o caos instalado e aproveite ao máximo a companhia dos seus filhos.

Bitnami